(21) 3326-4454

contato@saniplanengenharia.com.br

09/11/2018

Descarte de resíduos químicos: conheça de maneira simples o assunto

Postado by: Saniplan Engenharia Ambiental

Serviços Saniplan
Descarte de resíduos químicos: conheça de maneira simples o assunto

Em primeiro lugar, para entender a importância do descarte de resíduos químicos de forma correta, é necessário saber que um resíduo químico nada mais é que aquele que contem alguma substância química que possa gerar algum risco à saúde pública e ao meio ambiente, podendo ser sólido ou líquido.

Com o fim de evitar danos ambientais e riscos à saúde, o descarte de resíduos químicos deve ser feito por empresas especializadas no assunto, que seja licenciada pelos órgãos ambientais competentes, e é importante que a empresa faça o descarte de acordo com a classificação de cada tipo de resíduo químico.

descarte de resíduos químicos sólidos deve ser feito colocando, inicialmente, o resíduo em um recipiente de algum material rígido. É necessário sempre dar atenção ao material da embalagem para cada substância de resíduo, a fim de não haver reações químicas indesejadas entre os mesmos.  Essa embalagem deverá ser etiquetada e lacrada, sendo identificada como um resíduo químico, e – após isso – armazenada em algum lugar adequado até a sua retirada.

Já o descarte de resíduos químicos líquidos se dará a partir da colocação do mesmo em sua embalagem original ou em alguma que seja compatível com o líquido armazenado, resistente, rígida, impermeável com tampa de rosca e vedante. É necessária a identificação através do risco associado. No caso de resíduos acondicionados em frascos de vidro ou de plástico, será necessário o re-acondicionamento dos mesmos em embalagens adequadas para suportar os riscos normais de carregamento, transporte e descarregamento.

O transporte deverá ser feito de acordo com o Regulamento para Transporte de Produtos Perigosos, instituído pelo Decreto 96.044/88 e complementado pela Resolução ANTT 5232/16, além das Normas Técnicas publicadas pela ABNT.

Para o transporte de produtos perigosos em quantidades superiores aos limites de isenção, o veículo deverá ser devidamente sinalizado com rótulos de risco e painéis de segurança, equipado com kit de emergência, e conduzido por motorista especialmente habilitado para transporte de produtos perigosos.

A respeito do tratamento e destinação final dos resíduos, se dará de acordo com risco apresentado.

Para cada tipo de resíduo deverá ser aplicado o método mais adequado tecnicamente (ex.: incineraçãoco-processamentotratamento físico-químico ou disposição em aterro industrial duplamente protegido para resíduos perigosos - classe I), que será estabelecido em função de suas propriedades físicas e químicas.